NEBULÍMETROS ou BOMBINHA DE AEROSSOL

Respirar tranquilamente e de forma correta é uma das principais dificuldades de quem sofre de asma não controlada.

As crises comprometem a respiração e a torna cada vez mais complicada. Na asma, expirar é mais difícil do que inspirar, uma vez que o ar viciado permanece nos pulmões provocando sensação de sufocamento.

O que são as Bombinhas?

São aliadas valiosas, mas nem sempre bem vistas: é muito importante entender que a bombinha não mata e não vicia. Essa é uma pergunta recorrente, mas, sem nenhum fundamento!

Muitas pessoas tem medo pois em alguns casos as pessoas podem apresentar algum tremor de mãos após seu uso, mas este efeito colateral passa rapidamente e na dose correta não tem repercussões mais graves.

Atualmente, existem diferentes medicamentos que podem ser ministrados por meio das bombinhas, como os broncodilatadores (salbutamol, fenoterol) e corticoides (beclometasona, budesonida, fluticasona, mometasona, entre outras) por via inalatória.

Dessa maneira, aumentamos a concentração do medicamento nos pulmões e temos menos efeitos colaterais nos outros órgãos.

Nebulímetro é o termo técnico para o spray dosimetrado usado no tratamento para asma, apelidado de bombinha.

Como seu uso requer certos cuidados, confira algumas dicas:
  • 👉 Agite bem antes de usar, para que as moléculas do remédio fiquem bem diluídas nos gases do aerosol. O nebulímetro deve ser corretamente posicionado, com o bocal voltado para baixo, de modo que forme a letra “L”;
  • 👉 Realize a inalação em pé ou sentado, pois fica mais fácil manter a cabeça ereta, para que o jato não seja direcionado para o céu da boca ou garganta. O diafragma também fica mais livre para exercer uma respiração profunda. O aparelho precisa encostar na boca sem deixar que o gás vaze pelos cantos da boca;
  • 👉 Primeiro, expire o ar dos pulmões e posicione a bombinha. Depois, acione o spray ao mesmo tempo em que inspira. Antes de expirar novamente, conte até dez com a boca fechada. Nunca libere mais de uma dose do medicamento em uma mesma inalação (o ideal é dar um intervalo de dez minutos entre as doses). Se for fazer outra inalação, agite novamente e repita os outros passos;
  • 👉 Enxague a boca imediatamente após terminar todo o processo, você até pode escovar os dentes após, mas antes enxague a boca. Isso evita algum tipo de reação de partículas do medicamento, sobretudo os corticoides, que provocam reações adversas com a mucosa da boca, como estomatites ou infecções fungicas.

Vale ressaltar que o uso deve ser prescrito pelo médico, que vai indicar a dosagem certa do medicamento e ensinar a técnica adequada.

Veja o vídeo demonstrando a técnica correta, de um projeto em asma em Ribeirão Preto - Projeto FOCA

Agende uma consulta

☎ 16. 3234-6174 / 📱16. 99173-8806

📧 contato@drajanainamelo.com.br

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

WhatsApp