Doenças Oculares Alérgicas no Inverno

Doenças oculares alérgicas mais comuns no inverno

No inverno, a predominância de temperaturas mais baixas e a falta de chuva resulta em uma baixa umidade relativa do ar e o consequente aumento na poluição, com o maior acúmulo de poeira em suspensão, podem causar várias doenças oculares nessa época, como por exemplo, conjuntivite e a síndrome do olho seco.

As alergias oculares no inverno são comuns em pessoas que já apresentam quadros alérgicos, como rinite, asma e rinossinusite. Em geral, elementos como: fumaça, poeira e a presença de ácaros são fatores que agravam essa condição. Coceira, ardência e olhos vermelhos e irritados são alguns dos sintomas.

Como Prevenir?

Evitar locais com muita poeira, manter os ambientes constantemente arejados, lavar os casacos que estiveram guardados durante muito tempo,  lubrificar a mucosa dos olhos com soro fisiológico ou colírios específicos lavar as mãos sempre que possível, são medidas preventivas para evitar o aparecimento destas complicações típicas do inverno.

Para tratar o problema de forma efetiva, o ideal é buscar ajuda com um especialista!

Agende uma consulta

Comentários estão fechados.

× WhatsApp