Bronquite ou Asma – Qual a Diferença?

Bronquite ou Asma - Qual a Diferença?

Quando falamos de doenças respiratórias, é muito comum ouvir falar em asma e bronquite, como se fossem sinônimos para a mesma doença, mas na realidade, apesar de terem sintomas parecidos, a bronquite e a asma não são a mesma coisa!

✔ Bronquite

É a inflamação das vias respiratórias inferiores (os brônquios), causada geralmente por infecção (provocada por vírus, muito comum no inverno, bactérias, fungos) e, por vezes, pela exposição a substâncias irritantes (cigarro, produtos químicos, poluição, exposição a fogão de lenha).

➡ Os sintomas da bronquite são:

  • Cansaço;
  • Falta de ar;
  • Dores nas costas e nos músculos;
  • Tosse cheia;
  • Chiado no peito;
  • Cianose (lábios roxos ou extremidades das mãos roxas ou violáceas);
  • Retração da musculatura acessória (fúrcula ou intercostal);
  • Baqueteamento digital.

✔ Asma

A palavra asma vem do grego "asthma", que significa "sufocante". Diferentemente da bronquite, é uma doença que costuma surgir na infância, pode ser acompanhada ou precedida por outras doenças alérgicas como a rinite alérgica ou dermatite atópica.

É mais comum do que se imagina, atingindo cerca de 10 a 20% da população brasileira e infelizmente ainda é uma doença que mata até 8 pessoas por dia. Para se ter uma ideia, uma a cada cinco crianças no país tem asma.

A doença provoca inflamação nas vias respiratórias desencadeada pela combinação de fatores genéticos e ambientais como a exposição a alérgenos, como pó doméstico (ácaro).

Esta inflamação crônica faz com que os brônquios se fechem e tenha um aumento de edema internamente estreitando a passagem do ar, causando falta de ar, chiado no peito e tosse seca principalmente vespertina e noturna.

Fatores emocionais, como situações de profundo estresse, e climáticos também podem desencadear as crises.

As crises asmáticas dificilmente envolvem com produção de catarro. E dependendo da gravidade, podem acarretar em déficit de crescimento.

As crises podem ser evitadas, basta fazer a identificação dos fatores desencadeantes e iniciar um tratamento correto!!

➡ Como já vimos os sintomas da asma são:

  • Respiração sibilante (parece um miado de gato);
  • Tosse seca;
  • Falta de ar;
  • Cianose (lábios roxos ou extremidades das mãos roxas ou violáceas);
  • Retração da musculatura acessória (fúrcula ou intercostal).

O acompanhamento pelo alergista/imunologista é fundamental, pois a asma, pode levar o paciente à morte caso não seja tratada corretamente.

Mais Informações:

Agende uma consulta

Comentários estão fechados.

× WhatsApp