Alergias a animais de estimação tem solução?

O que fazer quando você tem alergias a animais de estimação?

Alergias a animais de estimação com pelo são comuns, especialmente entre pessoas que têm outras alergias ou asma.

Mas você sabia que NEM SEMPRE a causa da alergia não são os pelos ou as penas?

No caso dos gatos as proteínas da saliva e urina ligadas aos pelos que causam alergia, assim como o epitélio descamado (caspas) dos cães são os alérgenos mais importantes, pois contem antígenos solúveis em água (podem ser carregados nas roupas para escolas, escritórios, automóveis, locais onde o animal nunca esteve). A caspa dos animais pode ser disseminada no ar e pode depositar-se em móveis, travesseiros e roupas.

👉 As manifestações mais comuns de alergia a animais são:

  • Rinite alérgica: coceira, espirros, coriza e entupimento nasal;
  • Asma: crises de tosse, chiado no peito, falta de ar e cansaço.

Pode acontecer também uma reação nos olhos com inchaço, irritabilidade, vermelhidão ao pegar os animais no colo ou acariciá-los e em seguida colocar as mãos no rosto.

O tratamento mais eficaz é evitar o contato com animais domésticos.

Caso você queira manter seu animalzinho, é preciso consultar o alergista/imunologista, para a realização de testes e iniciar a 👉 IMUNOTERAPIA.

A imunoterapia é o único tipo de tratamento que modifica o curso natural da doença alérgica, proporcionando melhora a longo prazo, mesmo após o término do tratamento, além de prevenir novas sensibilizações.

Seria incorreto afirmar que as vacinas acabam por completo com a alergia, mas pode-se afirmar que proporciona por muitos anos melhora e até ausência de sintomas, garantindo excelente qualidade de vida.

Consulte seu alergista!

Agende uma consulta

Comentários estão fechados.

× WhatsApp