Alergia ao local de trabalho?

Alergia ao local de trabalho?

Não é brincadeira... Algumas pessoas ficam literalmente doentes em seu local de trabalho.
Alergias ocupacionais são aquelas que ocorrem devido à exposição a diferentes substâncias presentes no ambiente de trabalho.

Quando há suspeita de uma alergia relacionada ao trabalho, deve-se observar se os sintomas pioram ao longo da semana de trabalho e no local de trabalho. Os sintomas tendem a melhorar nos fins de semana, feriados ou férias. Entretanto, nos casos mais graves, o trabalhador tem sintomas crônicos que não melhoram nem mesmo durante os períodos de descanso.

Sintomas

As formas mais frequentes de alergias relacionadas ao trabalho, podem acometer o sistema respiratório (asma, rinite) ou a pele (alergia cutânea ou dermatite de contato ocupacional).

A asma relacionada ao trabalho pode compreender duas situações:

  1. Indivíduos que eram saudáveis e tornaram-se alérgicos a uma substância no ambiente;
  2. Pessoas que já têm asma ou rinite previamente e agravam no ambiente de trabalho. A rinite pode ocorrer associada à asma ou isoladamente. A rinite pode ser considerada como um estágio inicial do comprometimento das vias respiratórias, podendo evoluir para asma.

A dermatite de contato ocupacional pode ser dividida em:

  • Dermatite de Contato alérgica.
  • Dermatite de Contato irritativa.

Contudo, não é tão simples, já que uma reação pode se iniciar devido a irritação e posteriormente desenvolver a sensibilização alérgica. A mão é o local mais frequentemente acometido e as substâncias mais relacionadas são: cimento (bicromato de potássio), metais (sulfato de níquel) e derivados da borracha e látex.

Exemplos de Profissões e Alergias:

  • Farinhas - padeiros e moleiros;
  • Proteínas animais - técnicos de laboratórios, tratadores de animais;
  • Látex - profissionais da área da saúde;
  • Anidridos - profissionais que trabalham com plásticos e resina epóxi;
  • Isocianatos - profissionais que trabalham com tintas, plásticos, espumas e borrachas;
  • Sais de platina - quem trabalha em refinaria e soldadores.

Profissões como borracheiros, cabeleireiros, costureiros, cozinheiros, dentistas, enfermeiros, fotógrafos, manicures, maquiadores, mecânicos, médicos, metalúrgicos, padeiros, pedreiros, pintores, sapateiros, trabalhadores de construção ou de indústrias podem apresentar dermatite de contato ocupacional e devem procurar o especialista para identificar o agente causador e buscar qualidade de vida no seu ambiente de trabalho.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

× WhatsApp