Alergia ao Esmalte de Unhas

Toda mulher gosta de ter as unhas sempre bonitas e bem cuidadas!

Mas a alergia ao esmalte de unhas pode ser extremamente desconfortável e muitas vezes confundida com outras doenças, é preciso ficar atenta!

Os principais causadores de reações alérgicas estão presentes na composição dos esmaltes:

Como o formaldeído, que está presente na resina do esmalte e tem como função dar a aderência e a durabilidade ao produto, o tolueno, que é um solvente da fórmula tradicional de esmaltes e a mica, que é um pigmento utilizado nos esmaltes cintilantes e perolado.

O tipo de alergia varia de pessoa para pessoa, mas a mais comum é a dermatite de contato, uma reação inflamatória na pele, na qual pode ocorrer lesões nas cutículas, dedos e também na face, principalmente nas pálpebras, em função do contato do esmalte com a pele fina e sensível dessas regiões.

Os sintomas mais comuns são:

  • Irritação e coceira nos olhos e pálpebras;
  • Inchaço das pálpebras;
  • Irritação e coceira no pescoço;
  • Em alguns casos, depois do desaparecimento dos sintomas acima, ocorre ressecamento e aparecimento de fissuras nas regiões afetadas;
  • Reação alérgica nas mãos, com unhas quebradiças até descamação da pele dos dedos e surgimento de bolhas.

Mais raramente podem surgir sintomas sistêmicos somente estando próximo de pessoas que pintaram as unhas ou entrando em salões de beleza. A alergia surge em qualquer momento da vida, mesmo depois de muito tempo usando o esmalte!

Na investigação do agente causal o alergista pode solicitar o teste de contato ou patch teste para identificar qual substância do esmalte está causando a alergia.

O tratamento baseia-se na exclusão da substância alergênica, além de medicações tópicas.

>> Quando acontece este tipo de alergia, o ideal é procurar o alergologista/imunologista.

Mais informações:

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

× WhatsApp